Seguidores

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Noite

 A noite se mostrou puro breu
A lua decidiu se esconder
E, perdida em pensamentos indefinidos,
..um misto de solidão invadiu minha alma

Não dormi
... Sai, levando meus sonhos pela madrugada
Cansada de percorrer as ruas desertas da cidade
Não chorei, não reclamei...

Só cantei:
Que noite triste sem lua
Sem as estrelas no céu
Por que de mim se escondeu?
Se foi desfeita não sei .
Lá, lá, lá, lá...

Autoria: Glória Dantas


segunda-feira, 14 de maio de 2012

Homenagem a minha Mãe Nelda

 Ao acordar, lembrei-me de você,
Mãe, eu não poderia deixar passar este dia tão especial
sem dizer o quanto a amo e sou feliz por você ter existido.
Mãe, com seu jeito amável, gentil e adorável

foi conquistado a amizade e o carisma,
de todos que conviveram com você.
Com um sorriso no rosto, sempre transmitiu alegria

e era muito querida.
Mãe, você é muito admirada

por sua personalidade de firmeza e valentia.
Nada se compara a sua beleza interior

beleza esta que transborda na sua maneira de agir
e transparente no seu olhar e falar.
Mãe, você, mulher sábia e inteligente,

suas qualidades, são incomparáveis
e por ser uma mãe maravilhosa
quero um dia tê-la ao meu lado.
Parabéns mamãe pelo seu grande dia!



Creditos: http://www.belasmensagens.com.br/dia-das-maes/parabens-mamae-pelo-seu-grande-

quarta-feira, 2 de maio de 2012

O tempo não apaga as palavras.

Por que será que a palavra que fere
nunca é esquecida e que a acarinha, docemente,
pode passar despercebida?
Por que será que nessa vida quanto mais tentamos nos dar
menos conseguimos agradar?
Por que as pessoas têm tão pouca paciência
e com isso tratam com displicência quem nunca deveriam tratar?
Por que será que elas não dão valor
a quem conseguem conquistar e geram tanta dor
em quem dizem amar?
Por que essas mesmas pessoas,
num ato falho, não conseguem perceber
que a palavra que fere pode, aos poucos, fazer desaparecer
sentimentos profundos que foram oriundos
de palavras doces e atitudes carinhosas?
A palavra é uma forma preciosa do ser humano se expressar,
um meio de comunicação que não deveria machucar.
A palavra é uma maneira de alcançar um coração
tanto na hora de amar quanto na hora de causar decepção.
Por isso seja atento a tudo que vai dizer,
pois o tempo não apaga as palavras como pode parecer,
aliás, o tempo insiste em faze-lá sobreviver
e o que é dito, quase sempre, torna-se impossível de esquecer.

Autoria - Silvana Duboc
30/05/2007

Feliz aniversário minha filha Mariele.

 Tinha eu 34 anos na época, grávida de 6 meses, quando recebi a noticia que a criança que trazia no meu ventre, estava morta e que teria que baixar o hospital para fazer um parto induzido. Sofri muito, já tinha tudo preparado, até o nome já tinha escolhido, se fosse homem seria Artur, se mulher seria Mariele. Mas o que fazer se assim era à vontade de Deus, e contra Ele não podemos nos rebelar. Mal sabemos que Deus escreve certo por linhas tortas. Cheguei ao hospital em torno de 7 h da manhã e as 9.30 h já estava no quarto, este compartilhado com outras pacientes. Quando dei por mim estava só eu e outra mulher, eu fechada no meu sofrimento, não me dava conta do que acontecia. Foi quando vi alguém entrar no quarto, era a enfermeira que trazia um bebe para amamentar. Virei para o canto chorando, com certa inveja da outra mãe, que poderia amamentar aquele bebe. Notei que a enfermeira saiu logo em seguida, isto eram 11 h. As 13 h ela retornou com o bebe, desta vez eu estava mais calma e pude notar que a mulher se virou para o canto da parede. Estranhei... Mais estranho foi ver a enfermeira se dirigir a minha cama e baixinho perguntar:
___Você quer dar de mamar ao bebe? Acho que meu olhar fez a pergunta, pois ela me disse: ___A mãe não quer o bebe. Eu que sofria por ter perdido o meu, e ela não queria aquele bebe tão lindo. De cara respondi que sim, e dei meu seio a ela, era linda, corada e olhava para mim como se dissesse agora sou sua, você me quer? Foi amor à primeira vista. Quando a enfermeira veio busca-la para o berçário a mulher me perguntou:
 ___A Sra. quer o bebe? Falou-me que era empregada domestica e que não poderia ficar com ela. Eu pensei é um sonho, um milagre, logo ela vai embora e levar o bebe. Eu não estava acreditando... Deus me tirou um e me deu outro. A enfermeira já trazia direto na minha cama nas hs de mamar, estava me sentindo a mãe dela. De manhã lembro que a patroa dela veio busca-la, eu a estava amamentando, ainda disse não quer dar um beijinho nela, nem respondeu, virou as costas e foi embora. E agora o que eu ia fazer, com aquele bebe em meus braços? Logo o juiz vai vir e me tirar ela. Mas novamente como por um milagre, a freira que tomava conta da maternidade me perguntou se eu queria ficar com o bebe, que já era a 2° criança que aquela mulher deixava no hospital, fugia deixando a criança. Não acreditei no que estava ouvindo, Deus estava me dando uma nova chance. Sei que o que fizemos foi errado perante as leis dos homens, mas o que é a lei dos homens, perante a lei do amor. Só fiquei sabendo quando sai do hospital como se tivesse dado a luz a uma menina e a outra mulher a luz a um natimorto.
Isto se passou há 27 anos, hoje minha filha é uma mulher linda, maravilhosa, uma filha que toda mãe queria ter. Amo tanto esta filha que chego a dizer a ela que somos uma única pessoa, não desfazendo dos outros meu 4 filhos que amo também, só que esta é especial, além de mãe e filha, somos amigas, parceiras, confidentes. Hoje dia 29 de abril é o aniversario dela, por isso resolvi contar nossa historia, para que outras mulheres se tiverem oportunidade de adotarem, o façam, pois foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida.

FELIZ ANIVERSÁRIO MARIELE
EU TE AMO.
29/04/2012.