Seguidores

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Minha noite de Terror.

                                                          Pelotas, 13 de outubro de 1987.
                                                          
                                                                                   Meu querido,
            Quero pôr para fora tudo  o que me vai na alma, se é que posso dizer que estou viva, pois apartir de hoje, me considero morta. Não vou pedir para que voltes, embora isto seja o quê mais quero, mas acho que a tua decisão é maior do que o AMOR que pretendíamos viver juntos. Aliás muitos apostaram na minha derrota, só eu é que acreditava na vitória, mas enfim a vida é feita de ganhadores e perdedores, e eu perdi....parece a letra daquela música,    * foi um jogo e eu perdi, esta foi minha sorte *.
            Não consigo chorar, não consigo dormir, parece que estou sonhando...deve ser o mesmo que sentiu o Manoel e a Verinha, ai eu fico pensando será que estou pagando???Sei também que deves estar sofrendo, talvez até mais do que eu, não quero pensar que tudo o que houve entre nós não tenha te marcado também, pois tenho certeza que te AMO e que também me AMAS.
            Como eu queria encontrar palavras para te xingar, mas não consigo, só penso que te AMO e que vais voltar, que tudo isto é um PESADELO. Pesadelo maior do que chegar em casa e encontrar tudo aberto e sentir a tua falta. Eu que tinha ido ao centro para comprar roupa para mim e para ti, fiz um crediário, comprei roupas lindas, pois queria ficar bem bonita para ti, as tuas calças e camisas tenho certeza eram do teu gosto, ias ficar lindo com elas. Não me importo como paga-las, só queria que gostasses.
            Fui ao médico, nem vou contar-te, porque não quero que penses em chantagem emocional, pois isto tu já conheces bem...só sei que estava louca para te encontrar em casa, poder te abraçar e ser feliz contigo. Mas o que me restou foi uma chave e $ 3.000,00 na gaveta. Será que isto paga o que estou sentindo?
            Telefonei para a tua mãe, queria dar os parabéns para ela, mas me pareceu sincera, sem saber de ti. Como eu queria saber só o que foi que houve, para que tão derepente  tu teres tomado esta atitude. Se soubesse nunca teria saído... ainda me beijaste quando saí, brinquei contigo... e quando volto o que encontro, um punhal cravado nas minhas costas. Porque não me disseste, eu teria sofrido, mas juro eu aceitaria sem te forçar a nada. Será que tudo que vivemos juntos não valeu nada? Era mentira ??? Não posso acreditar que serias tão cruel, mentindo a mim, ao André, a Mariele  e até ao Nenéo, pois todos estão sofrendo, sei que não se comparam com a tua família, com as pressões deles, mas eles também te amam. Além de teres me destruído, também destruíste a imagem do homem que o André tem de ti, de pai que a Mariele tem, o que vou dizer a ela quando perguntar pôr ti?, e o Nenéo que queria ter um pai igual a ti, cadê esta imagem que tu deixaste, sem contar eu, porque eu quero ser forte e segurar esta barra.
            Se pensas que vou voltar atrás, te enganas, porque mataste um coração e não uma mulher. Serei forte mesmo em pedaços vou em frente, e vou ficar aqui  te esperando, pois tenho certeza que vais voltar, é uma crise  quero crer.
            Que vontade de ir atrás de ti, te buscar como se busca um bichinho perdido, te pegar em meus braços, te apertar junto a mim. Vou ser forte, vou ficar te esperando, vais voltar....
            Onde ficam os sonhos...as lutas que juntos travamos, não quero pensar...  quero chorar e não consigo, talvez amanhã eu acorde e veja que foi um sonho como das outras vezes, que chegas e me diz que estás arrependido e que vamos ser feliz outra vez.
            Eu tinha te dito que ia lutar, caso tu fosses embora, eu lutei tudo o que pude, me humilhei, me modifiquei, não tanto quanto querias, mas mudei, enfim para quê??? Para ficar só. Se for este o meu destino que Deus me dê força para agüentar, se for para tua felicidade...que sejas feliz. Um dia me disseste que quando se ama , a gente renuncia, eu acreditava que não, mas agora eu sei, eu nunca tinha amado, hoje eu te renuncio pôr te amar demais, se é para tua felicidade vai em paz... agora eu compreendo a renuncia do Manoel.
            Eu queria só entender o que houve, não brigamos, estava tudo bem, ainda quando chegaste, te mostrei o apto todo limpo,só para te agradar, nunca imaginei que se passava em tua cabeça, ontem fizemos AMOR, não notei nada de anormal, será que soubesses fingir tão bem??? Só esperando o momento em que não estava em casa, para ir embora, não precisavas sair assim... preferia que tivesses inventado alguma briga, assim eu ficaria com raiva e quem sabe até entendesse a tua atitude, mas assim não dá, não quero pensar que és um covarde, fraco e sem caracter.
            Se não tiveres coragem de me dizer pessoalmente o que se passou, me escreve uma carta me falando tudo o que houve, quem sabe ainda me reste  um pouco de raciocino e eu consiga entender. Não penso nas coisas materiais que perdi, penso em tudo que planejamos, nos sonhos que ficaram para trás, nas lágrimas que derramamos, nos sofrimentos que juntos tivemos, embora apesar de tudo tenho muita coisa boa para lembrar, quem sabe aquele PANO que enxugou tantas lágrimas nossas, venha enxugar as minhas... agora sozinha.
            Queria te dizer que quero ser tua amiga, é difícil... sempre te disse que não se chama de amigo , quem se chamou de amor, mas eu quero ser tua amiga, te ajudar... se tu resolveu voltar para trás e se foi esta a tua decisão, se foi esta a tua escolha sei que vais precisar muito de uma amiga e eu quero ser esta amiga, porque eu nem isso eu tenho: amigos....
            São 4,20m da manhã, não durmo, não choro, já fumei 19 cigarros agora a noite, olho a Mariele e sofro mais sem saber o que faço, até agradeço a Deus, pois se não fosse ela, talvez minha vida não valesse mais nada. Olha EU TE AMO TANTO que se quiseres tirar o resto de mim, eu te dou a Mariele, sei que pareço louca, acho que até estou, mas tenho certeza que seria melhor para ela, para ti e também para mim. Olho para ela e vejo a inocência de uma criança a perguntar pelo pai, e vejo também o quanto fui errada em fazer aquela operação, agora para quê??? Para novamente ficar só. A Mariele custou a dormir, perguntando por ti, disse-lhe que tinhas ido viajar, chorou porque queria ir junto, mal sabe ela que nunca mais ela vai “viajar junto “. Vais dizer que ela esquece com o tempo, será???
            Não precisa te preocupar comigo, me manda o carnê da televisão, que vou entrega-la na loja, as roupas que comprei para ti, não vou devolver, vendo o vídeo game e pago elas. Semana que vem vou me alistar na fábrica, enquanto eu puder trabalhar eu trabalho, depois se vê o que se faz, acredito em Deus e sei que Ele não vai me abandonar como tu, na hora em que mais preciso de ti. Não vou a bruxarias, te disse acredito em Deus e só Ele pode nos dar ou tirar aquilo que merecemos e se Ele acha que eu não te mereço, que assim seja.
            Tenho pena de ti, será que esta tua decisão irá te trazer felicidade??? Será que não sentirás falta de nós??? Tenho medo que acabes só sem AMOR, perdido nesta vida, como eu estou me sentindo agora neste momento.
            Não te obrigo a nada, só quero que me escrevas, pelo menos para que possa entender, porque fizeste isto com nós??? As pessoas não são modess, que se usa e depois joga fora. Se eu fiquei sofrendo que pelo menos outras sejam felizes, mas se veres que a tua felicidade sou EU, por favor esqueça tudo e voltes....prometo não te perguntar nada, só te abraçar e agradecer a Deus. Estou te esperando....não demora... te dou um tempo e quem sabe tu vejas que o teu AMOR sou EU.
                                   EU TE AMO, NÓS TE AMAMOS.

                                                           Tua Cheri.
           
            P.S. Se acaso tudo o que escrevi, não vale nada, não rasga manda-me de volta, será como uma resposta.



Nenhum comentário:

Postar um comentário