Seguidores

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Carta para meu filho Paulo André.

                                     
                               Feira de Santana. BA...  6 de maio de 1989.

Meu querido filho.
Estava escrevendo o meu diário, escrevi pensando em ti, me deu mais saudades, e como não posso fazer nada, resolvi te escrever. Que saudades, mais de 40 dias sem te ver, só sabendo noticias tuas através da Aninha. Deus te abençoe e te proteja. Agora está perto de nós ir embora, se Deus quiser, agora estamos indo carregado para Brasilia, e de lá vamos descer, acredito que até semana que vem estaremos juntos, Deus me livre de passar o dia das mães longe de ti.
Agora vou ficar mais tempo em casa contigo, quero te sentir, ir ao cinema contigo, vamos conversar, vou procurar ser mais tua amiga, aliás tua amiga eu sou e tu sabes que te adoro, apesar de nossos gênios serem iguais.
Estou aproveitando que o Xavier está engraxando o caminhão para te escrever, pois podes pensar que o que mais tenho aqui é tempo, mas não é.... a gente passa o tempo todo numa correria só, agora mesmo não temos uma roupa limpa para botar, as vezes o Xavier bota as cuecas molhadas mesmo, ainda mais que acho que perdemos a bolsa com a roupa dele, nem roupas ele tem, as vezes até bota as minhas bermudas. Ontem ele perdeu o relógio dele, deixou no banheiro, e já viste, quando voltou nem rastro.
Falando em perder, vou te contar uma coisa, fui ao supermercado e comprei um presente para ti, nem sabia que ias gostar, aliás acho que ia servir até para a gente brigar, era um disco de lambada, um disco bem gostoso de escutar bem alto, mas imagina o que aconteceu, fui guardar as compras, na caixa da cozinha e botei o disco na roda do caminhão e me esqueci de pegar de novo, de manhã quando saímos, foi que me lembrei. Chorei até o Xavier voltar no posto, o que nem adiantou, pois um homem me disse que ele tinha visto o disco quebrado, acho que era mentira... pois nem os cacos eu vi, como é que a tampa da panela de pressão que eu perdi também ele devolveu, e estava toda amassada. Deixa que vou te comprar outro disco.
Filho se Deus quiser semana que vem, estarei contigo.
Um beijo.... mãe.






Nenhum comentário:

Postar um comentário