Seguidores

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Deixa eu te amar.

Deixa-me te amar em silêncio.
Não te falarei de amor,
Nem te pedirei nada.
Deixa-me pensar que sou amada.
Deixa-me sonhar.
Deixa-me sentir a doce emoção
De estar em teus braços,
Sentir o pulsar descompassado do teu coração,
Beber no cálice da tua boca,
Embriagando-me em teus beijos apaixonados.
Deixa-me sentir a essência da tua pele,
Penetrando em meus poros.
Deixa-me navegar em teu corpo,
Extasiando-me nas mais belas
E ardentes sensações.
Deixa-me te amar, plena e intensamente.
Quero viver o agora.
Não sei se haverá o amanhã.
Deixa-me viver esse momento,
Numa entrega total de corpo e alma,
Como se fosse o nosso único e último instante. 

Um comentário:

  1. Querida...

    Obrigada pelos elogios, viu?

    É bacana saber que alguém vê beleza em tanta coisa louca que eu escrevo/sinto...

    Fique à vontade, você é bem vinda no Meu Pedaço de Papel Virtual!

    Beijão!

    Rafaella Rocha.

    ResponderExcluir