Seguidores

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Eu acredito....


Eu acredito no amor, pois apesar de ver por ai casais que estão juntos apenas pelo conforto ou estabilidade,ou apenas uma atração fisica ou até mesmo material.Eu acredito que todos já amaram, amaram de verdade alguém por quem dariam a vida, mas não alguem da familia,e talvez alguem nem tão conhecido, mas conheceram aquele sentimento que nos faz fazer coisas que julgavamos besteiras, ou até mesmo o impossivel.Sentimento que nos faz pensar 24 horas por dia nessa pessoa, talvez podemos tirar 8 horas de sono, e assim pensamos 16 horas e talvez 1 minuto,porque sonhamos também com essa pessoa, o sonho pode durar no maximo 60 segundos,mas que parece que são horas. Sentimento que nos faz sorrir por ver uma pessoa, não uma pessoa qualquer, mas aquela pessoa que você só quer bem, não importa o que você tenha que fazer pra ve-la feliz. Mesmo que seja contra seus proprios sentimentos, você faz! Parece loucura, se sacrificar tanto por alguem, mas é alguem que consegue te fazer feliz somente com sua presença, o espantoso, é que voce tenta de tudo para fazer o mesmo, as vezes com êxido, as vezes não.Isso é um pouco, muito pouco do que eu posso falar do tal do sentimento que acho ser o amor.É o amor, o sentimento que a maioria diz ser a razão da vida, pois é o maior causador da felicidade ou da INFELICIDADE também.Mas infelizmente, o amor,é o que muitos tentam esquecer, deixar pra trás, por causa da tal de insegurança, a falta de vontade, credibilidade, fé, e as vezes por causa do tal do medo.Coisas que te fazem esquecer, do amor,que por outro lado pode aparecer quando duas pessoas, estão juntas pelo conforto e estabilidade, ou outros interesses.Ou muitas vezes não, um casal, é apenas uma fachada, pintado de conto de fadas. Isso tudo aqui, possa até me tornar uma hipocrita ,pois talvez eu também possa viver uma fachada, pelo mesmo motivo de todos, fugir da solidão. Eu sinto o tal do amor, mas junto o tal de medo, o tal do moralismo não, pois ISSO eu conheço bem. Eu posso correr atrás do amor da minha vida, e assim ter a palavra que aqui ja´foi repetida, a felicidade, a mais desejada, e talvez a menos obtida, ou posso ter a decepção, aquela que é a mais temida.Eu não sei o que de tudo isso posso concluir, ou que saída é melhor eu ir. São apenas palavras um tanto quanto embaralhadas, escritas numa manhã de domingo, por uma MULHER que acha muitas coisas dificeis de decidir.Mas esse nem é o fim, nem chega perto, é o começo,! E então termino assim :Eu acredito no amor.... AINDA.

2 comentários:

  1. Oi Isa finalmente consegui comunicar-me com vc. Obrigada pela força que vc deu à minha prima Bigá, na construção do meu blog.
    Qanto ao seu texto",eu achei maravilhoso! Eu amei. achei com cheiro de óleos aromáticos e farinha de flor. O amor na velhice é o que há de mais gostoso além, da certeza de ser verdadeiro,é romântico e indizível. Bjks! Licia.

    ResponderExcluir
  2. Puxa Licia, me emocionei até, uma poetisa do teu quilate vir me agradecer pela ajuda que dei, imagina eu que aprendi muito com a amada Marion e com as tuas poesias, queria ter esse teu dom, eu sei escrever textos muito bem, mas poesia é outra coisa acredito. Espero que tenhas melhorado de saude e que continues a escrever coisas lindas para eu ir lá e rouba las tb kkkkk.... beijos

    ResponderExcluir