Seguidores

quinta-feira, 24 de março de 2011

A importância dos sentimentos

Tem coisas que fazemos no dia-a-dia, na correria do cotidiano, que não agrada a todos, acabamos pisando e magoando pessoas sem que tenhamos motivos e até mesmo sem percebermos. O que passa despercebido para alguns, muitas vezes marca a vida de outra pessoa PARA SEMPRE, muitas vezes deixam feridas, machucam, fazendo com que esta pessoa desconte em outra, que irá descontar em outra e, assim, formando um círculo vicioso.

Palavras, atitudes, reações. São coisas simples e comuns em nossas vidas e que são tão importantes! Às vezes não enxergamos o pequeno, o simples... Apenas os ignoramos, por automaticamente considerá-los insignificantes. Mas por quê? Porque alguém que lhe entrega o coração, com todo o amor que pode lhe dar, é menos importante que um dinheiro que você tem a receber? O material e o fútil acaba nos dando a falsa impressão de que o palpável é mais importante que os sentimentos, o amor, as amizades e a família.

O conceito de felicidade, de realização passou a ser a riqueza, os bens e o status, a "popularidade". Talvez eu esteja sendo um tanto antiquada (e olha que sou adolescente!) dizendo que para mim o que importa mesmo é o amor e a família, que o resto é adquirido com o tempo e que dinheiro, carros, casas e jóias são apenas supérfluos. Que o que me faz feliz é receber um abraço e ouvir um "eu te amo" de alguém que eu gosto, ou de quem eu menos espero...

Não estou dizendo (mesmo!) que não me importa o dinheiro, que viveria bem debaixo da ponte, pedindo esmola, mas digo que prefiro conquistar primeiro o amor, o afeto e o carinho das pessoas. Digo que não é a popularidade que vai me deixar realizada, pois a popularidade nada mais é do que o que muitas pessoas que nem se importam com o seu bem estar pensam sobre você, é o que você faz apenas porque todos fazem, é o que você finge ser, apenas para agradar os outros. E digo que sim, preferiria viver com muito amor e pessoas queridas e sem grana do que milionária, porém rodeada de pessoas que não se importam com meu bem estar, que não tem aquele amor caloroso que é tão bom sentir dos meus amores, dos meus queridos amigos, da minha família. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário