Seguidores

domingo, 16 de janeiro de 2011

Sou...



Sou chuva que cai sobre a tua sombra negra
Sou fera que corre na terra a que chamo tua pele
Sou explosão que te cala com beijos
Sou traição que ilumina o céu desvirginado de luz do teu olhar
Sou tomada de força que te enche os olhos de lágrimas
Sou loucura que te abraça no pecado consentido do silêncio
Sou santa que te assola cada minuto
Sou saudade que gosta de o ser só para ti
Sou esquecimento da lembrança dos gemidos que já demos
Sou perdição que fustiga cada respirar teu
Sou maldade que te sente perto de mim na bondade do momento
Sou branco na cor do sombrio do teu desejo
Sou areia da tempestade no deserto rico do amor que me dás
Sou febre que te sua em cada pedaço de pele saciada de prazer
Sou saliva com que te visto quando me suplicas o toque
Sou espera da poesia das palavras que te escrevo e que decoras
Sou Lua que se esconde no Sol do horizonte que te queima
Sou cama para dormir com o teu cheiro
Sou medo da certeza do que sentes
Sou ciúme que me controla o mel amargo das tuas carícias
Sou necessidade que te tortura pelo todo que te dou
Sou vela da vida de nós dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário