Seguidores

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Se de TUDO não sobrar nada...




"Se de tudo não sobrar nada, fico com seus olhos...
Os olhos que vejo dentro, sem mesmo saber se vejo ou não
Sem saber se o que vejo é fato ou desejo
Olhos que me fazem calar sempre
E isto nem sempre é bom me aflige
Perto de ti, fico sem palavras, querendo dizer tanta coisa
Não reajo... Não sei o que te parece, nem sei se parece
Se aparece?É simples assim
Um encanto mesmoCoisa de maluco, maluca
Não sei explicar
Tenho vontade de te tocar,abraçar, acariciar
Se soubesse...Sabe?
Quem sabe um dia a gente se encontra
Verdadeiramente sem encanto
Para que possa ouvir meu canto
Em silêncio... Sem qualquer pranto"

Nenhum comentário:

Postar um comentário