Seguidores

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Meu Grito de Abandono.


(A minha história REAL)
09/04/1984
09/03/2009

Antigamente eu começaria esta carta como “Ao meu amor”, hoje nem sei começar. Te esperei para conversarmos conforme falou e prometeu a filha, mas novamente faltaste, ou mentiu como sempre fez, nestes 26 anos que te conheço. Não quero começar esta carta te ofendendo, pois ainda estou desde ontem num estado de dormência, que não consigo sentir nada, nem raiva eu sinto de ti. O que eu tenho mesmo que sentir de ti é pena, pois um homem que diz que nunca sentiu amor por mulher alguma, só pode ser doente ou anormal, homem eu sei que tu és então não posso pensar outra coisa.
Pena também por teres perdido a oportunidade de ter vivido um grande amor. Eu sempre soube que não me amavas, pelo menos nesses últimos 10 anos, e mulher sabe e sente essas coisas, eu falava para a filha, ela dizia deixa de bobagem, mas eu pressentia, também conheço homens e sei como um de verdade sabe e trata uma mulher, por mais que elas não sejam seu grande amor, pois mais que ela tenha defeitos, por mais que elas sejam relaxadas, como às vezes tu dizia que eu era, isso não era motivo para tu ser tão cruel comigo, embora muitas vezes eu te chamava de Hitler, só não imaginava que esse mesmo homem que eu amava era a encarnação do Hitler.
Me conformo pois a tua irmã me falou hoje pelo telefone que também fazias assim com a EX, que ela se ajoelhava abraçada aos teus pés, pedindo para não abandona -la e tu dizias que não a amavas, só que isso tu não vai ver de mim, tenho orgulho suficiente para não me humilhar e te perdoar, pois se humilha e se perdoa por amor e como tu nunca me amou....não te devo nada, e também não vejo diferença entre eu, ela e as outras.
Eu estranhava tu não demonstrar ter sentimentos comuns ao seres humanos, como a saudade, por exemplo. Nunca ouvi tu dizer que sentia saudades de algo ou de alguém, até chegava a brincar contigo, nem da estrada tu tens saudades? Até pensava que tinhas deixado alguém para trás, mas como tu disse que nunca amou ninguém, me leva a crer que eu tive mais sorte que as outras.
Eu te amei... Posso dizer com todas as letras, fiz coisas que hoje relembrando nem sei como tive coragem de fazer, fiz tanta gente sofrer e chorar, machuquei gente inocente, eu não tinha o direito de fazer o que fiz, hoje não faria novamente, tenho certeza, ainda mais depois de saber que tudo que fiz foi em vão, tudo mentira, tudo falsidade da tua parte, pois acreditava que tudo valia a pena por amor. Mas me enganei.
Porque tu não revelou antes isso, quando eu era mais jovem, hoje aos 60 anos, nem chance eu tenho e nem sei se ainda acredito em amor. Foram 26 anos que eu poderia ter refeito a minha vida, nem trabalhar tu nunca me deixou, logo que me aposentar agora só por idade aos 65 anos, ate lá faço o que da minha vida, pois conforme tu mesmo disse, se nem para aquilo eu presto mais, isso quer dizer que me sugaste até os 60 anos, depois disso me diz que nunca me amou, te vira..., alias nem coragem para me dizer cara a cara tu teve, falou para a filha e eu escutei.
Até isso eu fiz... Te dei filhos, netos, embora não tenha saído de dentro de nós, saíram do meu coração, para que pudessem te chamar de pai, esse era o teu sonho, ser pai lembra? Sonho também foi fazer essa casa enorme, para comprar um caminhão que também era mais um sonho teu, tu mesmo sempre disse que se não fosse eu que trabalhava ate madrugada a gente nunca tinha conseguido fazer ela, e agora que faço com essa casa? Com os meus sonhos também? O que faço da minha vida?
Eu nem sei mais o que fazer, o que te dizer, queria gritar, chorar, te xingar, pois mais que ela tenha defeitos, eu sei que de nada adianta mais, não se dá soco em ponta de faca, sou realista.
Se eu soubesse com certeza que tinha deixado de me amar, faria de tudo e até tentaria te reconquistar, mas como tu disse que nunca me amou, que nunca amou mulher nenhuma, então realmente não tenho nada a fazer, a não ser te desejar que Deus te dê uma luz e que vá a um medico te tratar, pois para isso a medicina tem um nome, e que também não faça a outras mulheres o que fez comigo e com outras.
Um dia eu te falei que não sabia qual seria minha reação se um dia tu me deixasse, e hoje vejo que tu foi capaz de me tirar também essa capacidade de reação, pois estou inerte, só consigo sentir pena de ti.
Ao mesmo tempo fico feliz em saber que outra também não vai ter o teu amor, só tens a dar sexo e dinheiro, carinho, amor isso não darás, lembra que eu sempre dizia que “preferia chorar no teu tumulo que te ver feliz nos braços de outra”? Então fico aliviada, isto nunca acontecerá, hoje entendo porque a EX nunca reclamou nada da separação. Se eu te ver algum dia com outra mulher, sei que será por outro motivo que não amor, como tu falou ontem é bem mais fácil quando um só ama, quando um só recebe, eu acho isso o cúmulo do egoísmo.
Pior vai ser quando tu precisar de amor, carinho e não tiver ninguém para te dar, a não ser que pague, mas tu tens dinheiro né? Pior ainda mais quando só te restar o dinheiro.
De toda essa historia eu só lamento uma coisa, não de tu nunca ter me amado, porque eu te amei e quando a gente ama um amor só basta, eu te amava por mim e por ti. Mas isto tu não sabes né? Nunca amaste ninguém, não sabes o sentimento maravilhoso que é o amor, embora com tanta coisa ruim às vezes, tudo compensa. Nunca saberás. Coitado de ti, um homem brilhante, cheio de amigos, de vigor, mas de amor não saberás nunca.
Outra coisa que lamento é não ter 10 anos a menos, ainda teria tempo de reerguer minha vida, quem sabe ainda encontrar um outro amor, porque isso tu não vai me tirar, a capacidade de acreditar em amor, em pessoas que se amam, que se respeitam. Eu tenho que te dar um crédito ontem tu falou que sempre me traiu... Parabéns... Fez bem feito, porque eu nunca vi e nunca soube pelo menos isso.
Acho que expus um pouco do que estou sentindo no momento, muita raiva, mas sei que vai passar. Espero que sigas a tua vida, que procures um medico, e que não faças mais ninguém sofrer assim como fez comigo, com minha família e com a tua família também. Acho ate que não devia ter feito de tudo para ter te tirado da estrada, lá era e é o teu lugar, quem sabe voltes...
Eu vou ficar por aqui, junto com meus filhos e netos, terminar meus dias em paz com a vida e com Deus.
Adeus ... que consigas encontrar a tua paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário