Seguidores

sábado, 29 de janeiro de 2011

Eu sou aquela que espera ...


Eu sou apenas aquela que espera, que chora, mas nunca consegue o que deseja;

Sou aquela que te vê, que te quer, mas que não te possui;

Aquela que acredita, que se humilha, mas que não te possui;

Eu sou aquela que se oculta que sofre por você, e sempre está sozinha;

Sou aquela que te admira, que se importa com você, e que nada significa...

Aquela que depende de você para ser feliz, que te precisa...

Sou aquela que vive em função de você, que sofre por sua ausência;

Aquela que te ouve, mesmo sem falar com você;

Eu sou aquela que te sente, mesmo estando ausente; Sou aquela que não te culpa, mas te justifica;

Aquela que te persegue e te devora com o olhar;

Sou aquela que pensa em você; aquela que jamais te esquecerá;

Aquela que nada exige de você, que não te julga, que simplesmente entende você...

Sou aquela que sonha com você, que procura te fazer feliz, mesmo que isso pareça impossível;

Aquela que luta e sempre perde, que se fere e que sofre sozinha;

Sou aquela que esconde atrás de um sorriso a tristeza de não estar com você...

Aquela que vive de fantasias e sonhos, em que você sempre está presente;

Sou aquela que é fraca, que se intimida diante de você;

Aquela que não diz uma palavra a você, mas que diz tudo com um simples olhar;

Sou aquela que foge e procura a luz de sua presença, e afugenta-se no brilho de seu olhar;

Aquela que não consegue viver sem você, porque sou feliz porque você existe!

Eu sou aquela que vive de enganos, que insiste em algo que parece não querer se realizar;

Aquela que te preza, que te sente distante;

Eu sou aquela que se afasta, e quase sem querer se aproxima por medo, sim medo, de te perder para sempre...

Aquela que deseja ouvir a sua voz, e encontrar em você o abrigo para refugiar em você;

Sou aquela que precisa de você, que te quer, que sente saudade...

Aquela que te procura... Que sempre estará te esperando...

Eu sou apenas aquela que apesar de tudo ainda TE AMA demais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário